Querido Jovem, o que você vai SER?

Você é jovem. Tem todo o futuro aberto à sua frente. O que você vai fazer com essa sua vida tão preciosa? Nós estamos querendo ajudá-lo a escolher um caminho.

Falamos da possibilidade de você ser um missionário, uma pessoa consagrada a Deus.

Caminhemos juntos, para que você escolha o melhor para sua vida.

Nós falamos de vocação para ser um frade Emaús. Vinde e Vede!. Deus te está chamando.

O que é vocação?

A palavra “vocação” inclui o chamado à vida, o chamado à amizade com Cristo, o chamado à santidade, etc.

Para discernir a própria vocação é preciso reconhecer que essa vocação é o chamado de um amigo: Jesus. Aos amigos, quando se dá algo, se oferece o mais caro ou difícil de conseguir, mas o que dará alegria ao outro. O dom da vocação será, sem dúvida, um presente exigente. Os dons de Deus interativos e, para apreciá-los, é preciso arriscar. Quando o Senhor suscita uma vocação, não apenas pensa no que tu és, mas em tudo o que, junto a ele e os outros, virás ser. 

Como discernir minha vocação?

Uma expressão de discernimento é o ESFORÇO por RECONHECER a própria VOCAÇÃO. É uma tarefa que requer espaços e solidão, porque se trata de uma decisão muito pessoal que mais ninguém pode tomar em seu lugar. Esse silêncio não é uma forma de isolamento, pois devemos nos lembrar de que “o discernimento orante exige partir da predisposição para escutar: o Senhor, os outros, a própria realidade que não cessa de nos interpelar de novas maneiras”. Somente quem está disposto a escutar é que tem a liberdade de renunciar a seu ponto de vista parcial e insuficiente. Dessa forma, está realmente disponível para acolher um chamado que quebra as suas inseguranças, mas leva-o a uma vida melhor, porque não é suficiente que tudo corra bem, que tudo esteja tranquilo.

Quando se trata de discernir a própria vocação, é necessário fazer várias perguntas. Não se deve começar por questionar onde se poderia ganhar mais dinheiro, onde se poderia obter mais fama e prestígio social, mas também não é conveniente começar a se perguntar quais tarefas lhe dariam mais prazer. Para não se enganar, é preciso mudar de perspectiva, perguntando: Conheço a mim mesmo, para além das aparências ou dos meus sentimentos? Sei o que alegra ou entristece o meu coração? Quais são meus pontos fortes e minhas fragilidades? Qual é o meu lugar nessa terra? Para que Deus me trouxe ao mundo? Coragem!

Etapas de formação

Nossa formação deve ser global, dependerá em parte o cumprimento de nossa missão na Igreja e a vitalidade do Nosso Instituto (Regra de vida IFE, cap X)

Com esta orientação, nossa regra de vida indica como deve ser a formação dos membros do nosso Instituto.

A Igreja sabe a importância de oferecer a seus ministros e pessoas consagradas uma sólida formação que se desdobra em 5 dimenções:

  • Espiritual
  • Humano-afetivo
  • Intelectual
  • Comunitária
  • Pastoral

Durante o processo formativo será aprofundada estas dimensões, oferecendo aos candidatos ferramentas para um equilibrado exercício de ministérios em sua vida de consagrado.

Em nosso Instituto or formandos passam por 5 etapas de formação:

  • Aspirantado
  • Postulantado
  • Noviciado
  • Juniorado
  • Formação permanente

Aspirantado:

É o período inicial, o jovem conhece o nosso Instituto e vai se adaptando progressivamente.

Durante este tempo, o jovem passa a conhecer e viver a vida comunitária. Como o próprio nome que essa etapa sugere, neste período o jovem aspira a vida religiosa consagrada.

Postulantado:

Como descreve nossa Regra de Vida, o Postulantado é um período de introdução a vida religiosa que possibilita ao candidato a crescer no conhecimento de Jesus Cristo.

Durante esta etapa o jovem postulante pode concluir seus estudos de bacharelado, se for considerado oportuno e necessário pelos formadores.

Os que forem admitidos ao postulantado e tenham concluídos seus estudos, não sejam enviados imediatamente aos estudos superiores.

O postulantado é um período de conhecimento da vida fraterna e de aprofundar as verdades da fé, mostrando nossa espiritualidade e carisma.

Noviciado

É um período no qual o jovem passa a formar parte do Instituto; por isto recebe o hábito religioso e és chamado Frei (frade).

O nome NOVIÇO significa que és um principiante, um aprendiz.

Durante o período de noviciado não sejam admitidos estudos regulares, trabalhos profissionais remunerados fora da casa de noviciado.

O noviciado é destinado a formação religiosa e espiritual.

Os noviços estão sob direção do mestre de noviço que tem o dever e a responsabilidade de ir guiando e introduzindo na vida consagrada e incentivar a união com Cristo através de uma vida de oração intensa.

A formação durante todo o tempo de noviciado abraça o estudo e meditação as Sagrada Escritura, teologia, documentos da Igreja, vida religiosa e estudos da nossa Regra de Vida.

Juniorato

É o período que compreende o tempo entre os primeiros votos e os votos perpétuos, logo após de concluir o noviciado.

Tem duraçãi aproximada de 6 anos que pode ser prolongada até 9 anos.

No período de formação o juniorista retoma seus estudos e formação acadêmica (Filosofia e Teologia). Normalmente cursam estes cursos na faculdade os frades que sentem chamados ao sacerdócio.

Para os frades que sentem o chamado a viverem só como consagrados, estudam a sagrada Teologia e com permissão dos superiores podem cursar outras especialidades que sejam úteis para o Instituto e sua vida missionária.

Formação permanente

Os membros de nosso Instituto buscando sempre servir melhor a Igreja e ao povo de Deus, sobre todos os tempos e atualidades, buscam atualizar e aprofundar seus conhecimentos. Portanto a formação nesta etapa oferece uma ajuda para que o religioso seja cada vez mais um homem de Deus, pessoa de oração e de um profundo amor a Igreja.

Desta forma de formação de um frade em nosso Instituto, assim como Jesus Cristo, missionário da Palavra, que veio anunciar o Evangelho da paz, inaugurando o reino de Deus, o Senhor nos convida a conhecer a missão que foi atribuída aos apóstolos: “Ide por todo o mundo e anunciem a todos a boa notícia” (Mc 16,15)

Jovem, não tenha medo de entregar sua vida a Deus! Consagre sua vida a Ele!

Venha e seja feliz sendo um Frade de Emaús!

Em meio a tantas situações cotidianas da vida, dificilmente paramos para nos perguntar: Qual será o projeto de Deus em minha vida?

Não deixe o medo tomar conta de você o impedindo de dar um passo a frente.


Vinde e Vede como é bom Como é Suave os irmãos viverem juntos bem Unidos!

Salmo 132 (133)

Faça contato conosco!